Portugal lidera SIG

Os estados-membros da União Europeia apresentaram em 2010 os primeiros relatórios anuais de execução da directiva Inspire e Portugal foi, a par da Espanha, um dos países que mais dados geográficos reportou.

Ao todo, foi reportada a existência de 435 conjuntos de dados geográficos em Portugal, relativos aos anexos da Directiva e de 43 serviços, na sua maioria no que diz respeito a visualização.

Aos cidadãos europeus, a directiva deverá trazer, ainda, a possibilidade de facilmente encontrarem, através da Internet, informação útil em termos de Ambiente e outras temáticas, permitindo também que as autoridades públicas beneficiem mais facilmente de informação produzida por outros organismos, permitindo cruzar variados tipos de informação e evitar encargos desnecessários na produção de dados.

Para ultrapassar os problemas identificados, foram tomadas várias medidas, incluindo o estabelecimento de protocolos de colaboração e partilha de informação geográfica, a eliminação de informação redundante e a adopção de regras comuns para a informação geográfica, assim como a criação de um modelo simplificado de contrato de partilha de dados.

Notícia completa: Portal Ambiente Online.

2 comentários:

geotecnologias disse...

Parece que a Infra-estrutura Europeia de Informação Geográfica vem dando bons resultados e organizando a casa para que não haja sobreposição de atividades, assim como, criando modelos.

Acredito que em pouco tempo os atropelos sejam sanados e a colaboratividade impere nesse território.

Parabéns!

Carlos C. Pereira disse...

Temos bons resultados no território, destes projectos. No outro dia enviaram-me um link de bom exemplo de promoção territorial do Pinhal Interior Norte, com recurso ao Google Earth.

Deixo aqui o link para o pessoal ver: http://www.cimpin.pt/promocao-territorial/